Programa A Guerra Contra o Câncer do Hospital Dr. Hélio Angotti. Transmissão TV Câmara Uberaba


15/7/2017 - a 10/12 Eventos da Rede de Proteo Social










Tudo sobre o Câncer Estatísticas
Panorama do câncer no Brasil

Publicado em 14/01/2010 - 02:00

As informações estatísticas que relacionam os dados de câncer no país são desenvolvidas e publicadas pelo órgão oficial do governo brasileiro designado a tal função, o INCa – Instituto Nacional do Câncer.

As informações que embasam as estimativas de câncer do referido órgão são provenientes de duas fontes: o Sistema de Mortalidade (SIM), resultado do preenchimento dos atestados de óbito de todo o Brasil, e os registros de base populacional que existem em cada cidade ou região e são coordenados pelo instituto. Ambos provêm de prontuários médicos, diagnósticos e outras fontes de informação.

Interpretar esses registros propicia, sobretudo, o conhecimento dos tipos de tumores a população do país está mais propensa, quais são os fatores de risco para o surgimento das neoplasias e quais programas profiláticos podem ser estabelecidos.

Embora existam no Brasil poucos sistemas de coleta e armazenamento de informações bem estruturados, os registros mais antigos e bem-organizados — de São Paulo, Goiânia, Brasília e Cuiabá — apresentam dados precisos e de muita confiabilidade, uma vez que as consultas são realizadas em fontes diversas, como clínicas, hospitais, laboratórios e serviços funerários, entre muitas outras. Os mais recentes, por sua vez, que são os casos do Norte e Nordeste, estão em processo de estruturação e ainda não oferecem informações tão precisas.

De acordo com o INCa, o país possui disparidades regionais na distribuição dos recursos médicos, e não dos recursos financeiros repassados pelo ministério da Saúde, problema este que estaria sendo gradualmente resolvido por meio de programas de expansão da atenção oncológica. Além disso, por não haver recurso financeiro que dê conta desse crescimento da incidência e do próprio envelhecimento populacional, os dirigentes da organização acreditam que é preciso modificar e se adequar a nova realidade, focando em programas de prevenção e detecção precoce.

O maior desafio atual é reduzir a incidência e mortalidade do câncer de colo do útero, uma vez que é uma doença altamente curável e prevenível, e tentar reduzir os casos de outros tipos de câncer bastante recorrentes, como o de mama, aumentando a capacidade de diagnóstico precoce. Além disso, destaca-se a importância de manter e, se possível, reduzir a prevalência de fumantes da sociedade, contribuindo assim para diminuição da prevalência de tipos de câncer que tem relação direta com tal hábito.

Clique no link abaixo e faço o download da Estimativa 2014 - Incidência de Câncer no Brasil.





Para saber mais:
Tipos de Câncer
Tratamentos do Câncer
Prevenção e Detecção
Direitos dos Portadores
Estatísticas



Hospital Dr. Hélio Angotti ® 2009. Todos os direitos reservados. | Rua Governador Valadares, 640 - Uberaba/MG - Brasil | Desenvolvido por P&A Comunicação